Redes sociais aproximam idosos do Dona Zazinha e combatem solidão » Saúde » Notícias » Infocultural

Redes sociais aproximam idosos do Dona Zazinha e combatem solidão

Saúde - 06/07/2020

O governo do prefeito Colbert Martins Filho, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso), está promovendo o Projeto “Isolamento ou afastamento social? A arte de conviver à distância”, ferramenta de aproximação dos idosos e idosas que se encontram nesse contexto de isolamento social, dando continuidade às atividades presenciais do Centro de Convivência para Idosos D. Zazinha Cerqueira, que necessitaram ser interrompidas devido à pandemia de Covid-19.

Utilizando do aparato tecnológico (computadores, internet, WhatsApp, Instagram, canal no YouTube) são desenvolvidas aulas de atividades físicas, oficina de memória, grupos de convivência e fortalecimento de vínculo familiar e comunitário, oficina de dança, yoga, artesanato, grupo com orientação de saúde, informática, sempre sob a supervisão da equipe técnica composta por assistente social, pedagogo, orientador social, coreógrafo, enfermeiro, médico, nutricionista, educador físico, artesã, músico e advogada.  

Segundo a coordenadora de programas e projetos da Sedeso, Rosângela da Hora, "o principal objetivo é inserir a pessoa idosa no mundo digital, promovendo o bem-estar e a autonomia, mantendo a rotina de atividades do centro de convivência, estreitando, dessa forma, o relacionamento e reduzindo a solidão, tornando a casa dos idosos uma extensão do Zazinha".

O chefe de gabinete da Sedeso, Pedro Américo Lopes, reitera que  a “solidão na terceira idade já era um problema antes mesmo da pandemia, muitos completamente abandonados pela família. Pensando nisso, promovemos estratégias para que o isolamento não se torne uma solidão, interromper suas rotinas e atividades sociais os tornam mais frágeis. Devemos procurar manter as pessoas conectadas, preservando suas rotinas diárias o máximo possível. A interação social não precisa (e nem deve) acabar, e com esse projeto, idosos podem conversar abertamente sobre sua condição de isolamento e ouvir recomendações diretamente de um profissional capacitado.”

O Centro de Convivência tem matriculados nas atividades presenciais 1.051 idosos e idosas, sendo a meta alcançar 1.500 inscritos até o final de 2020. Atualmente 368 idosos(as) participam do Projeto na modalidade EAD, que teve seu início em abril/2020 e prosseguirá enquanto durar a pandemia.

Os idosos e idosas que tiverem interesse em participar do Projeto “Isolamento ou afastamento social? A arte de conviver a distância” podem se inscrever através dos números 991958-3570 (WhatsApp) e 3223-5286.

Secom/PMFS
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo