Carlos Moore estará em mesa na Flica » Literatura » Cultura » Infocultural

Carlos Moore estará em mesa na Flica

Literatura - 16/09/2017
Carlos Moore estará em mesa na Flica Carlos Moore é autor de sete obras - Foto: Paula Nascimwnto

Reconhecido internacionalmente em assunto de etnia e identidade, autor

cubano participa da mesa “Reflexos do Passado Ancestral em Nossa Pele” 

Referência em questões étnicas e identitárias, especialmente as ligadas à africanidade, o autor cubano Carlos Moore confirmou presença na quinta-feira, dia 5/10, na Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). O autor participa da mesa “Reflexos do Passado Ancestral em Nossa Pele”, que terá mediação do professor e secretário de cultura da Bahia, Jorge Portugal

Moore é doutor em Ciências Humanas (2003) e em Etnologia (1979) pela Universidade de Paris-7, na França. Foi professor titular de Relações Internacionais da University of the West Indies (UWI), no Caribe, e professor visitante da International University of Florida (FIU), nos Estados Unidos.  

Fluente em cinco idiomas, a carreira de Moore abrange um período de quatro tumultuosas décadas, marcadas pelo exílio político de seu país natal, após ter entrado em conflito com o regime marxista de Cuba sobre a questão racial, experiência que foi narrada em sua autobiografia, intitulada “Pichón”.  

Morou na França durante 16 anos. Lá, desenvolveu longa carreira de jornalista junto à agência France-Presse e ao semanário Jeune Afrique, tendo militado com a turma fundadora da Negritude (Aimé Césaire, Alioune Diop) e se envolvido com Malcolm X, o líder afro-americano assassinado em 1965. 

Sua primeira obra foi publicada em 1982. Batizada de  “Fela: cette putain de vie (Esta vida puta)”, relata a trepidante biografia do músico nigeriano Fela Kuti. Esse livro lhe valeu um primeiro reconhecimento internacional, tornando-se um sucesso que valeu inspiração ao musical da Broadway FELA!. Com edições em francês, japonês, italiano, alemão e português, o livro tem cinco versões distintas em inglês. 

Ao todo, Moore é autor de sete obras. Além de Pichón e Fela, foram publicados dele Castro, the blacks and Africa (1989), African presence in the Americas (1995), Racismo & Sociedade (2008), A África que incomoda (2008) e O racismo e a questão racial (2010). Moore reside no Brasil desde 2000. 

Flica 2017 - A sétima edição, que acontece entre os dias 5 e 8 de outubro, traz para o Recôncavo baiano influentes nomes da literatura nacional e internacional, com programação para adultos e crianças. Em 2017, estão programados debates literários, lançamento de livros, exposições, apresentações artísticas, contações de histórias e saraus. 

Todos os anos, escritores de diversos matizes se reúnem para debater e interagir com o público, que tem acesso gratuito a todas as atrações do evento. A festa costuma atrair mais de 20 mil visitantes a Cachoeira.   

Uma novidade deste ano será a curadoria. O escritor e jornalista Tom Correia assume a função ocupada, em 2016, por Emmanuel Mirdad, um dos idealizadores e coordenador geral da Flica. 

O Governo do Estado da Bahia apresenta a Flica 2017. O projeto é realizado pela Cali e Icontent e tem patrocínio do Governo do Estado, por meio do Fazcultura, e apoio do Hiperideal, Coelba e da Prefeitura Municipal de Cachoeira.

 

Serviço

?Festa Literária Internacional de Cachoeira - Flica 2017

?Quando: ?5 a 8 de Outubro 
Onde: Cachoeira/Ba

Laboratório da Notícia
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo