Saúde digital apresentada » Saúde » Notícias » Infocultural

Saúde digital apresentada

Saúde - 19/05/2011
Saúde digital apresentada O funcionamento do sistema digital foi apresentado aos participantes do evento - Foto: Bernardo Bezerra

O Programa Saúde Digital, implantado pelo Governo Municipal no Centro de Saúde João Durval Carneiro, Policlínica do Feira X, foi conhecido na prática pelos participantes do I Seminário de Cidade Digital Aberta, na tarde desta quinta-feira (19). O sistema informatizado permite agilidade no atendimento, além de disponibilizar as informações do paciente em rede informatizada dos órgãos municipais de saúde de Feira de Santana.

Com a implantação do Saúde Digital na unidade, a identificação do paciente passou a ser digital, assim como os prontuários, que agora são emitidos através do computador, evitando erros na grafia. Durante a visita, os participantes do Seminário receberam informações transmitidas pelo assessor de informática, Verlânio Gallindo, que mostrou através do computador todo o processo de informatização da unidade de saúde.

O comunicador uruguaio Flávio Bittencourt, que já pretende levar a experiência do Feira Cidade Digital para Punta Del Lest, considerou os investimentos do Governo Municipal na área da saúde como algo importante. “É coisa de país de primeiro mundo. Feira de Santana está provando que basta o gestor querer, que as coisas acontecem. A cidade está de parabéns. Essa estrutura é fantástica”, disse.

Os participantes estiveram acompanhados do diretor-presidente da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, César Orrico.

 

Tecnologia a serviço da comunidade

“Feira de Santana conta hoje com a melhor estrutura digital dos últimos dois anos”. A afirmação é do diretor de canais da América Latina da Alvarion, Ricardo Pence, um dos palestrantes do I Seminário Cidade Digital Aberta, que está sendo realizado nesta quinta-feira (19), no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo.

De acordo com Ricardo Ponce, a empresa que representa foi responsável por criar a estrutura de informação do Programa Feira Cidade Digital. “Garantimos a conexão a qualquer elemento, seja postos de saúde, escolas, prédios públicos, conjuntos habitacionais, semáforos, entre outros, por meio de rede IP”, afirmou. A Alvarion é a maior fabricante mundial de equipamentos sem-fio.

Ricardo Pence observou ainda que o Governo Municipal disponibilizou computadores com internet para que todos tenham acesso à inclusão digital. “O cidadão só precisa ter atitude, porque mecanismos ele já tem”, pontua.

Toda essa tecnologia despertou o interesse do comunicador uruguaio Flávio Bittencourt, que pretende levar para seu país o exemplo do programa de Feira de Santana. “Punta Del Leste tem toda uma estrutura voltada para o turismo, mas falta tecnologia, que em Feira de Santana já tem”, afirma.

Para a gerente de Negócios da Microsoft, Anacarla Leal Marques, esse programa tem influência no desenvolvimento da cidade. Ela cita como exemplo, o fato do distrito de Humildes ter implantado uma Casa Lotérica porque o local passou a contar com estrutura digital. “Isso é uma evolução econômica”, frisa, destacando que além de negócios a administração pública se torna mais eficiente.

Durante o seminário estão sendo discutidas todas as vantagens do uso de tecnologias para a inclusão digital por meio de Internet gratuita, Comunicação VoIP e Comunicação de Dados através de Sistema de Rádio.

Novos projetos anunciados 

Informações sobre horário do transporte coletivo pelo usuário, programação de uso de medicação e controle de frequência dos alunos da rede municipal de ensino por meio do passe escolar. Estas são algumas das novas ações do Programa Feira Cidade Digital, a serem implantadas no Município.

O anúncio dos projetos foi feito na manhã desta quinta-feira (19) pelo diretor presidente da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, César Orrico, durante abertura do I Seminário Cidade Digital Aberta. O evento acontece no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo.

A experiência do Programa Feira Cidade Digital foi apresentada por César Orrico, que destacou a inclusão por meio da internet gratuita. “Nenhuma cidade perto dos 600 mil habitantes oferece este serviço para a população como Feira de Santana. O Município se tornou pólo de desenvolvimento tecnológico”, observou.

O diretor presidente da Fundação citou o ônibus digital, que dispõe de computadores com acesso à Internet. “Com este projeto é possível também levar internet para os moradores dos distritos, muitos dos quais nunca tiveram contato com um computador”, afirmou.

A importância dos serviços tecnológicos desenvolvidos na cidade foi destacada também pelo chefe de Gabinete, Milton Britto, que abriu o Seminário representando o prefeito Tarcízio Pimenta. Ele enfatizou a informatização dos postos de saúde e a oferta de internet gratuita à comunidade.

Secom
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo