Mais de 3 mil pessoas vacinadas durante o dia D de mobilização » Saúde » Notícias » Infocultural

Mais de 3 mil pessoas vacinadas durante o dia D de mobilização

Saúde - 26/02/2020

Durante o dia D de mobilização contra o sarampo promovido pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Saúde, cerca de 3.135 pessoas foram vacinadas, sendo 928 somente com a dose da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola.

O maior quantitativo de vacinados foi motivado por atualização da caderneta de vacinação, por outras vacinas disponibilizadas pelo Sistema Único de Saúde, totalizando 2.207.

De acordo com a enfermeira referência técnica em imunização, Simone Neves, o dia de mobilização no município foi considerado positivo. “Tivemos um grande quantitativo de vacinados não só da tríplice viral, como também para outras vacinas. Percebemos que o sábado foi uma grande oportunidade para pessoas que devido a rotina de trabalho não podem comparecer a unidade de saúde durante a semana”, avaliou.

No dia "D" de mobilização contra o sarampo, o prefeito Colbert Martins Filho esteve na Unidade Básica de Saúde Francisco Martins da Silva, no bairro Rua Nova, acompanhado da secretária de Saúde, Denise Mascarenhas.

Médico por formação, o gestor municipal ressaltou a importância da vacina como o único método para se evitar a doença. "O vírus do sarampo é extremamente agressivo e está provocando pneumonia nas crianças. Por isso, a recomendação é vacinar", alertou.

A vacina continua sendo disponibilizada em todas as unidades básicas de saúde e de saúde da família para todas as pessoas de seis meses a 49 anos de idade, sendo público alvo da campanha pessoas de 05 a 19 anos de idade. A meta é imunizar 95% do público alvo.

Para ser vacinado é necessário comparecer a qualquer unidade de saúde com documentos pessoais, cartão SUS e caderneta de vacinação. A ausência dos documentos não impede a vacinação.

A campanha segue até o dia 13 de março, sendo possível ser vacinado mesmo com o fim da campanha, já que a vacina faz parte do calendário nacional de imunização.

Em Feira de Santana, somente no ano de 2019, 14 casos foram confirmados por sarampo. Todos tratados e curados. Não houve registro de óbito. Em 2020 não há casos notificados.

Precaução

O prefeito Colbert Martins Filho informa que ao perceber sintomas de febre ou doenças agudas moderadas ou graves é necessário adiar a vacinação, bem como em casos transplantados de medula óssea, pessoas em uso de hemoderivados, crianças em uso de drogas imunossupressoras, quimioterapia antineoplásica ou uso de corticosteroides. "Pessoas com alergia a proteína do leite devem informar ao profissional de saúde", orienta.

Contraindicação

A vacina contra o sarampo possui contraindicação para crianças menores de seis meses, pessoas que sofreram reação alérgica com presença de urticária e comprometimento respiratório após aplicação de doses anteriores da vacina e pessoas com imunodeficiência congênita ou adquirida.

O Ministério da Saúde recomenda que seja evitada a gravidez por 30 dias após a administração da dose da vacina. Caso seja aplicada, não é indicada interrupção da gravidez.

Sarampo

O sarampo é uma doença respiratória, que apresenta manchas em todo o corpo (exantemática aguda) e extremamente contagiosa, que pode evoluir com gravidade e causar complicações como pneumonia e encefalite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar.

O sarampo é transmitido seis dias antes e quatro dias após o aparecimento do manchas vermelhas (exantema), sendo o período de maior risco dois dias antes e dois dias após o início do exantema.

Sintomas e recomendações

Os sintomas do sarampo são: febre alta, tosse seca, conjuntivite, coriza, e manchas vermelhas no corpo. Pessoas que apresentarem esses sintomas devem procurar a unidade de saúde para avaliação clínica. A Vigilância Epidemiológica recomenda que, nesse caso, evitem a circulação em locais com aglomeração de pessoas.

Os casos suspeitos são orientados a manter isolamento em domicílio até quatro dias após início do exantema.

Secom/PMFS
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo