Mentiras dos pais » Religião » Notícias » Infocultural

Mentiras dos pais

Religião - 20/05/2014

Nunca mentir. Esta é uma norma válida para todas as ocasiões e não tem contra indicações. No dia a dia encontramos algumas espécies de mentirosos. Uns mentem sempre, outros de vez em quando, outros ainda contam pequenas mentiras; há também aqueles que mentem pela incoerência entre aquilo que dizem e aquilo que fazem. A mentira sempre faz mal.

A MENTIRA é muito empregada na educação. E os psicólogos estão aí para garantir que estas pequenas mentiras terão grandes conseqüências mais tarde. Mentir para as crianças significa implantar nelas uma lógica que terá péssimas conseqüências mais tarde. As mentiras – muitas vezes – tem bons objetivos, mas isto não justifica a atitude. Costumamos dizer às crianças: cuidado, lá fora tem um bicho... Se você não comer espinafre, não vai crescer...

POR VEZES, os adultos tentam justificar-se: é para o bem delas. Pode até ser, mas os resultados são péssimos. A credibilidade dos pais começará a diminuir. Mais ainda: a criança aprende a mentir com os pais. Se os adultos mentem, posso mentir também, pensa a criança. E depois se revolta quando é castigada pela mentira, que aprendeu dos pais.

É COMUM a criança fazer uma pergunta para a qual os pais não tem resposta. É muito melhor dizer simplesmente: não sei – do que apelar para a mentira. Outras vezes, os pais erram e muitos imaginam que admitir o erro significa perder a credibilidade com os filhos. Pelo contrário: a criança aceita com naturalidade que existem coisas que os pais não sabem. Também aceita com naturalidade que seus pais possam se enganar. Isto não lhes tira a confiança, pelo contrário, a criança chega a conclusão que os pais são tão honestos, que admitem quando não sabem ou quando erram.

HÁ UMA MENTIRA extremamente perigosa. É quando os pais não vivem eles mesmos os valores que querem transmitir aos filhos. Isto significa que suas próprias vidas são mentiras ambulantes. Eles estão ensinando aos filhos a duplicidade e os resultados, mais tarde, virão. A verdade – por vezes – traz pequenos problemas, mas a mentira cria um campo minado e falso. E – quase sempre – precisamos de novas mentiras para justificar a primeira. O Evangelho tem uma receita: a verdade vos fará livres. A conclusão contrária é válida: a mentira vos fará escravos.

+ Itamar Vian

Arcebispo Metropolitano

di.vianfs@ig.com.br

Navildo Vian
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo