Salve o planeta Terra » Religião » Notícias » Infocultural

Salve o planeta Terra

Religião - 31/05/2016

Celebra-se em 5 de junho o dia Mundial do Meio Ambiente. De todos os problemas mundiais, sem dúvida, o mais grave e urgente é o da Ecologia. O planeta Terra está mortalmente ferido, em ruínas, transformado em lata de lixo. Isto obrigou o Papa  Francisco a escrever a primeira Encíclica do seu Pontificado: Laudato Si (Louvado Seja).  O papa mostra a tragédia, que pode acontecer, caso o homem não mude radicalmente.

GERMAINE Greer, com base de sua experiência na Austrália, acaba de escrever um livro pedindo uma chance para o Planeta. A terra tem grandes feridas: morros desnudos, terras férteis arrastadas ao mar, tesouro de biodiversidade aniquilado, ar, terra e água envenenados. A Terra insiste em se renovar. O poder de recuperação e restauração do planeta é quase inacreditável. Depois que as retro escavadeiras deixam os canteiros de obras, da terra nua e devastada, surgem pequenos arbustos, de sementes trazidas pelo vento e pássaros.

NO FINAL da Segunda Guerra Mundial, desiludido com a humanidade e a civilização, um médico suíço da Cruz Vermelha buscou, na região onde passara a infância, o silêncio e a paz. A decepção foi imensa: nada restava da paisagem de sua memória. Era apenas uma área seca, devastada, com mínimos sinais de vida.

REFEITO do impacto, achou que devia fazer alguma coisa. Com base em sua influência pedia a amigos que lhe enviassem qualquer  tipo de semente ou mudas de árvores. Ele mesmo buscou, longe dali, sementes de cedros, carvalhos, pinheiros e outras árvores da floresta. Dia após dia,  plantava dezenas, centenas de sementes ou mudas. Isto durante três anos. Depois voltou para a cidade. Quando retornou, anos depois, a  paisagem mudara: muitas árvores haviam crescido. O riacho, que havia secado, voltou a correr, borboletas, pássaros e pequenos animais voltaram.

DÊ UMA CHANCE ao planeta Terra. A escola, os meios de comunicação, as Igrejas, os governantes... todos são convocados. O muito se  faz com o pouco de cada um. Plante uma árvore, proteja a que está ameaçada, dê farelo para as rolinhas, caminhe dez metros e coloque vidros, pilhas e o lixo no lugar certo. E assim podemos todos recitar novamente o Cântico das Criaturas de Francisco de Assis: Louvado seja, meu Senhor, pela Irmã e Mãe Terra.

+ Itamar Vian

Arcebispo Emérito

di.vianfs@ig.com.br

Dom Itamar
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo