Ex-secretário de Cultura, Jorge Portugal morre aos 63 anos » Política » Notícias » Infocultural

Ex-secretário de Cultura, Jorge Portugal morre aos 63 anos

Política - 03/08/2020
Ex-secretário de Cultura, Jorge Portugal morre aos 63 anos Foto: Margarida Neide/Jornal A Tarde

O ex-secretário da Cultura, Jorge Portugal, morreu na noite desta segunda-feira, 3, no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador. De acordo com a unidade de saúde, ele faleceu por volta das 20h15 (horário de Brasília), de falência cardíaca aguda.

O professor deu entrada, na tarde desta segunda-feira, na unidade de terapia intensiva (UTI) cardiovascular da instituição. Portugal foi atendido em sua residência por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e, até o caminho para o Hospital, ele teria sofrido quatro paradas cardíacas.

Natural da cidade de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano, Jorge Portugal completaria 64 anos nesta quarta-feira, 5 de agosto. Ele também era poeta compositor e letrista, com parcerias de sucesso com Roberto Mendes e Raimundo Sodré.

Por fim, a diretoria do HGRS apresenta sua solidariedade aos familiares e amigos ao tempo que se coloca em oração.

Trajetória

Nascido no município de Santo Amaro, em 1956, Jorge Portugal viveu uma efervescência cultural na cidade, que tinha como expoentes Caetano e Bethânia, consagrados na MPB desde os anos 60. Sua chegada na capital baiana ocorreu em 1973, onde morou em uma pensão no Tororó e estudou no colégio Central.

Os dotes literários o levaram, em 1979, a lecionar Redação. Além disso, Jorge Portugal chegou a morar no Rio de Janeiro, onde também teve parcerias em composições musicais com artistas como Raimundo Sodré, Osvaldo Montenegro e Roberto Mendes. O retorno à capital baiana ocorreu em 1985. 

Com alma de artista, Jorge Portugal sempre atrelou o ensino à cultura. Um bom exemplo disso é o programa Aprovado, criado por ele, em 2001, na Rede Bahia. Em 1998, ele pensou em retribuir a boa base escolar que lhe foi garantida pelo ensino público. Assim, Portugal criou um projeto de voluntariado que levava professores renomados de cursinhos a dar aulas de reforço, nos fins de semana, no colégio em que muitos deles foram educados, o Central.

Com uma repercussão bastante positiva, o professor teve a ideia de fazer um programa de TV, inicialmente com a intenção de oferecer o melhor conteúdo, transmitido pelos melhores professores, para alunos do terceiro ano de escolas da rede pública. Logo o Aprovado tornou-se líder no horário das 8h, onde Portugal ficou por 10 anos. 

Após o Aprovado, Jorge comandou o programa nacional "Tô Sabendo" transmitido na TV Brasil e voltado para o ensino e com atrações artísticas. Ele atuava como escritor, foi articulista do Grupo A TARDE e Conselheiro da Fundação Pierre Verger.

Luto na capital e no estado

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), lamentou a perda do professor e ex-secretário. O gestor estadual decretou luto no estado nesta terça-feira, 4. Em nota, Rui também exaltou Jorge Portugal, classificando-o como "um homem apaixonado pela Bahia e pelo seu povo que estiveram sempre no centro do seu trabalho, fosse como administrador público, professor e artista".

Em seu perfil no Twitter, o prefeito ACM Neto lamentou a morte de Jorge Portugal: "A Bahia perde hoje um grande professor, poeta e compositor que trouxe valorosas contribuições para a educação e cultura da nossa terra. Que Deus conforte os familiares e amigos de Jorge Portugal neste momento de profunda dor. Mãos dadas".

Fonte: Jornal A Tarde
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo