Valmir critica setores das classes política e judiciária e pede participação popular » Política » Notícias » Infocultural

Valmir critica setores das classes política e judiciária e pede participação popular

Política - 08/02/2018

Em rápida análise sobre o cenário político nacional, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) voltou a frisar que setores do Poder Judiciário perseguem o ex-presidente Lula e que o partido e o povo brasileiro não vão aceitar um pleito sem o petista na disputa. No discurso da última quarta-feira (7), na Câmara, Assunção criticou ainda a forma como é utilizada a verba de auxílio-moradia dos juízes brasileiros, a política de preços da Petrobras e as pautas impopulares do governo de Michel Temer (MDB). “Vamos entrar em um período eleitoral difícil este ano e temos setores do Judiciário que perseguem o presidente Lula. Isso é nítido, todo o mundo sabe. Por outro lado, utilizam o auxílio-moradia para aumentar o seu salário, para poder aumentar o salário de R$ 33 mil que muitos juízes ganham neste país. Este é um problema sério que nós vamos ver. A credibilidade de parte do Poder Judiciário está destruída”.

Valmir usou sua fala para comentar também sobre a classe política e como ela é vista atualmente pelo povo brasileiro. “Vamos para a classe política, e não sei se ela é pior, porque deram um golpe, tiraram a presidente Dilma, uma mulher séria, honesta. E há o governo golpista, que não teve voto. Criticava o governo de Dilma pelo preço que se pagava nos combustíveis e eu trago aqui um exemplo atual concreto. Quando se chega a uma cidade vizinha do Brasil, no Paraguai, por exemplo, a gasolina é R$ 2,62, sendo exportada do Brasil pela Petrobras. Aqui chega ao ponto de ser, em muitos lugares, R$ 5,00. Ou seja, aumentaram a carestia no Brasil, botaram o país no mapa da fome, fizeram a reforma trabalhista para tirar o direito do povo brasileiro e agora querem fazer a reforma da Previdência para agradar o mercado”, critica.

O parlamentar petista também lembra que existe ainda parte dos deputados que está apoiando “a insanidade” do presidente Michel Temer. “Vamos viver um período eleitoral com muita dificuldade para dialogar com a população brasileira, por isso é importante uma maior participação dos setores populares. Quem vai pagar o preço maior, não tenho dúvida disso, são esses golpistas, porque o povo brasileiro está atento, está sabendo o que está sendo debatido nesta Casa e na sociedade. Por isso, acredito que nós vamos viver um momento delicado, mas a participação no processo eleitoral é fundamental para restabelecer a democracia no país. O que parte do Poder Judiciário e parte da classe política querem não pode acontecer. Uma eleição sem Lula é fraude”, finaliza.

Vitor Fernandes/Ascom
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo