Professores municipais suspendem greve » Educação » Notícias » Infocultural

Professores municipais suspendem greve

Educação - 14/09/2011

Em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (14), os professores da rede municipal de ensino decidiram suspender a greve deflagrada em 17 de agosto e que paralisou parte das escolas.

 A decisão, anunciada por dirigentes da APLB, foi tomada depois da aprovação do aumento de 4% concedido pelo Governo Municipal e que entrará em vigor a partir de 1º de outubro.

Além do reajuste, a mensagem aprovada pela Câmara Municipal estabelece a criação de duas novas referências (G e H), para os professores com títulos de Mestrado e Doutorado, que terão 90% e 100% de aumento calculado sobre a referência inicial (A), respectivamente. Também foi aprovado o percentual de 5%, para vigorar em maio de 2012, de 5% de gratificação por regência de classe.

Os estudantes terão as atividades repostas no mês de janeiro de 2012, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Educação (Seduc). Será elaborado um calendário especial, para que sejam cumpridos os 200 dias letivos. Segundo o secretário municipal de Educação, José Raimundo Pereira de Azevedo, as aulas perdidas não podem ser ministradas neste ano porque há um calendário em andamento.

O secretário assegura que o calendário especial não trará prejuízos para o período letivo de 2012, já que as aulas começam no mês de fevereiro. Ele lembra que desde a deflagração da greve pela APLB, mais de 60% das unidades de ensino mantiveram as atividades normalmente. Portanto, estas escolas vão manter o calendário até o final do mês de dezembro.”Em algumas escolas houve professores dando aula e outros em greve. Então, faremos também fará um calendário especial para estas unidades. Vamos fiscalizar rigorosamente o cumprimento dos 200 dias letivos, que é estabelecido por lei federal”, assegura José Raimundo Azevêdo.

 

Aprovado reajuste salarial para professores

A Câmara Municipal de Feira de Santana aprovou nesta quarta-feira (13), com unanimidade dos votos, a mensagem enviada pelo Poder Executivo, que altera a Lei nº 3.198 e prevê acréscimo de 4% nos vencimentos dos professores, especialistas e secretários escolares da rede municipal de ensino. O reajuste será incorporado ao salário a partir do dia 1º de outubro de 2011.

Com a aprovação, o Governo Municipal contabiliza o aumento de 9,9% para os servidores da Educação neste ano, já que no mês de maio foi concedido reajuste de 5,9% para categoria. A mensagem do Governo Municipal, contida no projeto de lei, também firma o compromisso de conceder aos professores aumento de 5% em 1º de maio de 2012 e criar as referências para mestres e doutores.

Segundo o vereador e líder do governo, Maurício Carvalho, o projeto de lei aprovado deve ser sancionado nesta quinta-feira (15) pelo prefeito Tarcízio Pimenta. Maurício ressalta a continuidade do diálogo com os servidores. “Estamos com todos os canais de diálogo abertos com a categoria”, assegura. Ainda nesta quarta-feira, será realizada assembleia da categoria para decidir sobre o retorno às atividades, que estão paralisadas desde 17 de agosto.

Secom/PMFS
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo