4º Fenatifs traz opções de teatro infanto-juvenil para o mês das crianças » Teatro » Cultura » Infocultural

4º Fenatifs traz opções de teatro infanto-juvenil para o mês das crianças

Teatro - 06/10/2011
4º Fenatifs traz opções de teatro infanto-juvenil para o mês das crianças Grupo Contos do Brasil vem do Rio de Janeiro para o festival - Fotos: Cantos do Brasil

No mês das crianças, a 4ª edição do Festival Nacional de Teatro Infantil (FENATIFS) apresenta mais de 30 espetáculos infanto-juvenis na cidade de Feira de Santana. Divididos pelas categorias Nacional, Interior do Nordeste, Talentos Mirins e Jovens Talentos, a iniciativa contribui para popularizar e perpetuar a magia do teatro para jovens e crianças e é organizado pela Cia. Cuca de Teatro, em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana. O Festival acontece de 03 a 16 de outubro, em mais de dez espaços, trazendo para teatros, bairros e comunidades espetáculos nacionais e locais, além de atividades formativas e de estímulo à reflexão crítica do fazer teatral, onde um número cada vez maior de artistas pode ampliar seus conhecimentos. Além disto, a iniciativa contribui para o desenvolvimento e consolidação da cidade como pólo de incentivo ao teatro infantil brasileiro. Dentre as peças que serão apresentadas, estão os espetáculos “Cantos do Brasil – Carro-céu de histórias”, “Sebastião”, “O reencontro de palhaços na rua é a alegria do sol com a lua”, “João e Maria”, “Quem somos nós?”, “Pluft, o fantasminha” e “Maria Borralheira”, dentre outros. Para completar a programação, haverá também exibição dos espetáculos Parangolé (MG), Gastroni-mico (MG), É nóis na xita (SP) e Besouro Mutante (SP), oferecidos pelos parceiros Circuito Belgo Bekaert Nordeste e Conexão Palco Giratório do SESC. A programação completa está disponível no site www.ciacucadeteatro.com.br.

Esta foi a primeira vez que o FENATIFS abriu inscrições para que grupos e instituições de todo o Brasil pudessem participar da Mostra Mirim e Jovens Talentos, uma forma de incentivo e valorização do teatro feito por crianças e jovens iniciantes na carreira artística. “As possibilidades de intercâmbio que serão estabelecidas de jovens com outros jovens que tem os mesmos sonhos e aspirações, e com os artistas profissionais que estarão no festival são infinitas. Além disso, são raros os festivais para a infância e juventude no Brasil e mais raros ainda são os festivais que abrem espaço para atores iniciantes”, conta Elizete Desteffani, coordenadora do evento.Todos os grupos receberão o certificado de participação e o Troféu Biribinha, uma homenagem a Teófanes Silveira, que interpreta o Palhaço Biribinha. Ator, diretor e produtor, Teófanes tem mais de 50 anos de experiência na vida artística, adquirida como herança da família Silveira, família tradicional de circo do nordeste brasileiro.  Como acontece desde o 1º ano do Festival, o palhaço Biribinha estará presente na 4ª edição, fazendo a alegria de crianças e adultos com seus espetáculos.

Promoção para o Dia das Crianças

Para comemorar ainda mais o Dia das Crianças, o FENATIFS está realizando promoções especiais para a compra de ingressos que serão exibidos no dia 12 de outubro. Aqueles que comprarem os bilhetes até o dia 11 de outubro irão pagar o valor de R$ 6. Sócios do “Domingo Tem Teatro” pagam apenas R$ 5 na compra antecipada. Ingressos adquiridos no dia 12 serão comercializados com valor normal de R$ 8 e R$ 7 para os sócios. Além da promoção, o dia 12 terá programação diferenciada com quatro espetáculos e oficinas recreativas, além de área de alimentação e diversão com cama elástica, pipoca, cachorro quente e outros.

Benefícios para escolas públicas e privadas

O festival oferece vagas para que escolas públicas e privadas de Salvador e Feira de Santana possam levar seus alunos para assistirem aos espetáculos do IV FENATIFS. Para isto, é necessário fazer contato com a organização do evento para agendamento prévio. Para estudantes de instituições de ensino privada, o Festival oferece descontos no preço do ingresso. Para aqueles que estudam em escolas públicas, os ingressos são gratuitos. O agendamento pode ser feito através do email fenatifs.ciacucadeteatro@gmail.com ou pelo telefone (75)34918992. Os alunos devem estar fardados para usufruir deste benefício.

Conscientização Ambiental

Além da alegria e do estímulo à arte, o projeto promove atividades de conscientização ambiental com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Durante o festival, serão realizadas ações como coleta seletiva de garrafas pet para a construção da Casa Ecológica da Associação Butiri e doação de mudas de árvores para a revitalização da Lagoa do Subaé e do Parque da Cidade. Além disso, haverá também um trabalho paralelo de conscientização com os alunos das escolas públicas e privadas, e a Palhaceata Ecológica, onde haverá plantio de mudas de árvores no centro da cidade. Todas estas ações têm o objetivo de sensibilizar para a importância da preservação do meio ambiente e estimular ações que incentivem a adoção de práticas sustentáveis.

Oficinas

O FENATIFS também realiza atividades paralelas constituídas de debates, palestras, fóruns, workshops e mesa redonda sobre teatro. Além disto, serão oferecidas diversas oficinas ligadas ao teatro e ao universo circense; como os cursos de técnica de clown (Os caminhos do palhaço), direção de atores, malabares, técnicas circenses (malabarismo com bolas, pirâmide humana, etc.), maquiagem teatral, confecção de mamulengos, dentre outros. As inscrições custam R$ 5 e podem ser feitas através da ficha de inscrição disponível no site www.ciacucadeteatro.com.br, do e- mail fenatifs.ciacucadeteatro@gmail.com ou na Coordenação de Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), localizada na Avenida Conselheiro Franco, 66 – Centro - Feira de Santana. Maiores informações através do telefone (75)34918992.

Programação

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

FENATIFS – 2011

MOSTRA NACIONAL E INTERIOR DO NORDESTE

Ingresso: R$ 8,00 (Meia Promocional) + uma garrafa Pet (2L)

MOSTRA NACIONAL

CANTOS DO BRASIL – CARRO-CÉU DE HISTÓRIAS

Duração: 50 min.                     Classificação: livre

Grupo: Cantos do Rio               Origem: Rio de Janeiro (RJ)

Dias - 07/10 às 10h na Comunidade de São José

       - 08/10 às 16:30h na Comunidade da Matinha

       - 09/10 às 10:30h no Teatro do CUCA

       - 10/10 às 09h na Comunidade do Viveiros

       - 10/10 às 14h na Comunidade Irmã Dulce

       - 11/10 às 9 h e 15h no teatro C. C. Amélio Amorim

Sinopse: Dois artistas mambembes circulam pelo país em um automóvel, o CARRO-CÉU, contando as histórias do nosso folclore, apresentando as manifestações populares das regiões do Brasil, utilizando brincadeiras, trava-línguas, parlendas, folguedos, danças e muita música.

É NÓIS NA XITA

Duração: 50 min.      Classificação: livre

Grupo: Namakaca      Origem: São Paulo - SP

Dias - 08 e 09/10 às 11:30h no Teatro de Arena do CUCA

Sinopse: Descontraído, dinâmico, cheio de variedades e interativo. Tudo isso aliado à linguagem e técnicas circenses como malabarismo, monociclismo, acrobacias, equilibrismo e muita palhaçada. Pra completar o espetáculo, todos são convidados a cantar a música tema do espetáculo.

SEBASTIÃO

Duração: 1h20                                         Classificação: 14 anos

Autor, Encenador e Ator: Fábio Vidal      Origem: Salvador -BA

Dias - 09 e 16/10 às 19:30h no teatro do CUCA

Sinopse: Esta encenação constitui-se de uma teatralização de dados e fatos verídicos que aconteceram quando uma aeronave cheia de dinheiro espatifou-se nas terras de Maracangalha (Bahia), em 2007. Em vez de felicidade, o incidente trouxe desespero e terror para os moradores locais. Sebastião estabelece reflexões sobre o poder, o dinheiro, os direitos humanos e a ética.

BESOURO MUTANTE

Duração: 45 min.     Classificação: livre

Grupo: Namakaca     Origem: São Paulo - SP

Dia - 10/10 às 16h no teatro de Arena do CUCA

Sinopse: Tétano, o fusquinha 1973 andava muito velho e combalido até ser escolhido pela MTV para realizar uma enorme mutação. Em 2008, transformou-se em um Volks Hot Rod preparado especialmente para espetáculos de palhaços, com equipamentos de som, mudanças mecânicas e apetrechos circenses, como uma cama elástica no banco traseiro.

CIRCO-TEATRO MÃOMOLENGA

Duração: 45 min.                 Classificação: livre

Grupo: Turma do Biribinha   Origem: Arapiraca –AL

Dias - 11/10 às 10h e 15h no Teatro do CUCA

       - 13/10 às 10h na Comunidade Lagoa Subaé

       - 16/10 às 10:30h  no Teatro do CUCA

Sinopse: O espetáculo é dividido em duas partes, como o circo-teatro. Na primeira parte, a história traz personagens do universo circense, como dançarina, trapezista, palhaços e mestre-cena. Na segunda parte, o enredo desvia para o melodrama, contando as aventuras de Biribinha na luta contra o Chupa-Cabras para salvar a sua amiguinha das garras deste bicho danado.

O REENCONTRO DE PALHAÇOS NA RUA E A ALEGRIA DO SOL COM A LUA

Duração: 50 min.                   Classificação: livre

Grupo: Turma do Biribinha     Origem: Arapiraca – AL

Dia – 12/10 às 10h no Teatro do C.C. Amélio Amorim

Sinopse: Um espetáculo cheio de reprises, gags, pilhérias e galhofas, floreado por música alegre e muita animação. Construído através da experiência prática dos palhaços Biribinha, Mizaria, Mixuruca e Lingüiça, o espetáculo pretende resgatar o mais puro estilo de palhaço, a dos pequenos circos que circulam pelo nordeste do Brasil.

O CIRCO DE UM HOMEM SÓ

Duração: 50 min.       Classificação: livre

Grupo: Viapalco         Origem: Salvador -BA

Dia 12/10 às 15h no Teatro do C.C. Amélio Amorim

Sinopse: Com quantas pessoas se faz um espetáculo? Para o palhaço Tiziu, basta uma. Em O Circo de Um Homem Só o palhaço tenta fazer um espetáculo de circo com números de mágica, acrobacia, malabares e contorção, tornando esses números um pretexto para esse alegre encontro.

CLARICE MATOU OS PEIXES

Duração: 50 min.       Classificação: 5 anos

Grupo: Cia Abração    Origem: Curitiba -PA

Dia - 14/10 às 10h e 15h no Teatro do C.C. Amélio Amorim

Sinopse: Os personagens Clarão, Clarito e Esclarecida, relacionam entre si quem seria o culpado pela morte de dois inocentes peixinhos. Na trajetória da trama, para defenderem-se da acusação, recontam a ligação afetiva que cada personagem teve com os seus animais de estimação. A peça Clarice Matou os Peixes levanta a questão da relação com os bichos de estimação e o grande tabu entre os espetáculos direcionados a crianças: como lidar com o sentimento da perda.

“PARANGOLÉ”

Duração: 45 min.         Classificação: livre

Grupo Armatrux           Origem: Belorizonte - BH

Dia - 11/10 às 09h e 14h no C. C. Maestro Miro

      - 12/10 às 11h no C. C. Amélio Amorim

      - 13/10 às 09h no C. Amélio Amorim

Sinopse: “Parangolé” conta a história de dois palhaços que percorrem o país de bicicleta vendendo um produto de limpeza e vivenciam problemas com o uso incorreto da energia. O objetivo do espetáculo é que, ludicamente, um dos palhaços simbolize o meio ambiente, que deve ser bem tratado e usado com bom senso. Entre as gags, serão inseridas dicas de segurança.

VIRALATA: O PALHAÇO TÁ SOLTO

Duração: 50 min.                                Classificação: livre

Direção e atuação: Rodrigo Robleño    Origem: Belo Horizonte - MG

Dia - 05/10 às 11h na Praça do Fórum

Sinopse: Neste “espetáculo de animação”, o palhaço “Viralata” se apresenta ao público para realizar seus números de malabarismo de maneira divertida e com a participação ativa da platéia, que pode, inclusive, modificar constantemente os rumos do espetáculo. Com suas brincadeiras, humor inteligente e presença marcante, “Viralata” desperta gostosas gargalhadas em crianças e adultos.

“GASTRONO-MICO”

Duração: 45 min.                  Classificação: livre

Grupo Armatrux                    Origem: Belorizonte - BH

Dias - 13/10 às 14h no C. C. Amélio Amorim

       - 14/ 10 às 8h30, 10h e 14h no C.C. Maestro Miro

Sinopse: Duas palhaças chegam à praça montando o cenário do programa de TV “Gastrono-mico”: uma é a produtora-cenógrafa-diretora-cinegrafista-contra-regra; a outra é a apresentadora e ajudante que na verdade, não sabe cozinhar. A apresentadora tentará cozinhar a especialidade da avó de sua companheira: “Tucunaré com jiló” e, claro, o resultando será surpreendente!!!  

  • MOSTRA INTERIOR DO NORDESTE

A PELEJA DE MARIA BONITINHA

Duração: 50 min.                  Classificação: 12 anos

Grupo: Cia Cuca de Teatro    Origem: Feira de Santana (BA)

Dia - 10/10 às 08:30 h e às 10h no teatro do CUCA

Release: Maria Bonitinha, a menina do sertão, tem orgulho de suas raízes culturais, que são passadas de pai para filho. Ela nem imagina que ao vir à cidade para fazer uma visita a sua amiga Joana Natureba vai se deparar com a indiferença e o preconceito das outras crianças.  Não será nada fácil, mas Maria irá mostrar que ser diferente pode ser bem legal.

A RECRIAÇÃO – UMA BRINCADEIRA DE DEUS

Duração: 45 min.           Classificação: livre

Grupo: Divina Mistura     Origem: Palmeiras – BA

Dias – 12/10 às 16 h no Teatro do C.C. Amélio Amorim

          13/10 às 10h e 15h no C. C. Maestro Miro

Sinopse: No céu, o senhor Deus e seus anjos Bagunçael e Certinhael descobrem que o experimento Planeta Terra não está dando certo e resolvem recriar o planeta. Em uma divertida seqüência de músicas, acrobacias e palhaçadas, a Terra é lavada e transmutada através da tesoura da paciência e da atenção, das tintas da diversidade e da alegria e muito amor.

JOAOZINHO E MARIA

Duração: 50 min.                       Classificação: livre

Grupo: Cia.Nós Por Exemplo       Origem: Feira de Santana -BA

Dia -13/10 às 09h e 14h no Teatro do CUCA

Sinopse: O espetáculo conta a história de Joãozinho, um menino peralta e guloso, e de Maria, sua irmã, cautelosa e educada. Os dois entram pela floresta em busca de frutas para o seu avozinho e encontram uma casa de doces feita por uma Bruxa. Os dois caem na armadilha e ficam prisioneiros. Agora eles precisarão enganar a bruxa para conseguir fugir.  

  • MOSTRA JOVENS TALENTOS – FICHA TÉCNICA

Ingresso: 1 quilo de alimento +2 garrafas Pet (2L)*

*Os materiais recicláveis serão doados à Associação Buriti para a construção de sua Casa Ecológica. Os alimentos serão destinados a Associações Beneficentes

Informações gerais:

Curadoria: Rodrigo Robleno

Data: 06 e 07 de outubro

Local: Teatro do C. C. Amélio Amorim

Horário: 19h às 21h30

QUEM SOMOS NÓS

Duração: 20 minutos            Classificação: 10 anos

Responsável: CRIA – Centro de Referência Integral de Adolescentes

Origem: Salvador (BA)

Coordenadora: Carla Lopes

Autor: Criação coletiva com dramaturgia de Maria Eugênia Milet e Alessandro Souza

Direção: Alessandro Souza, Andreia Franco, Cássio Caiazzo e Grupo Pessoa Comum

Sonoplastia: Alessandro Souza, Rose Silva e grupo Pessoa Comum

Iluminação: Geovane Nascimento

Dia - 06/10

Sinopse: Quem somos nós? É a pergunta que tenta levar o público a uma reflexão sobre a sua identidade cultural, sua ancestralidade e sua história. Uma peça que fala de sonhos e da cidade de Salvador, que foi construída principalmente por índios, negros e povos do interior que vieram tentar a vida na capital. Fala também das comunidades, geralmente ocupações, onde as pessoas vivem da força, do trabalho e  da fé.

Espetáculo: “PLUF, O FANTASMINHA

Responsável: Pé de Arte, Cultura e Educação

Coordenadora: Lívia Castro

Autor: O Grupo – Livre adaptação da obra de Maria Clara Machado

Direção: Lívia Castro

Cenário: Lívia Castro e grupo “Artistas em Ação”

Figurino: Lívia Castro

Sonoplastia e iluminação: Lívia Castro e Grégoire van Havre

Origem: São Gonçalo –BA

Dia: 06/09

Sinopse: Pluft, o Fantasminha, tinha muito medo de gente, mas ele e sua família fantasma acabam ajudando a menina Maribel a se livrar de um marujo velho que a seqüestrou e tenta roubar o tesouro do falecido Capitão Bonança, avô da menina.

Espetáculo: “POBRE É UMA BAGAÇEIRA E TANTA”

Responsável: Companhia ComédiAto de teatro

Autor ,Cenário, Sonoplastia, Iluminação: Madson Capinan

Direção e Figurino: Juliana Monteiro

Origem: Feira de Santana -BA

Dia: 06/09

Sinopse: “Pobre é Uma Bagaçeira e Tanta” conta a cotidiana vida de Edith, uma pessoa de classe baixa que sonha em melhorar de vida. Na esperança de se tornar uma mulher de classe média alta, aposta na tele sena e ganha. A partir daí, sua vida começa a melhorar e ela contrata até uma diarista.  Com a ajuda de sua amiga Miminha, Edith tem a idéia de gravar um vídeo para colocar na internet contando as histórias hilárias da sua vida  no tempo que era  pobre; só assim as amigas poderiam ser ainda mais ricas e famosas,  tornando-se  atrizes ou comediantes.

Espetáculo convidado: LUZ, PALCO E EMOÇÃO

Responsável: Centro Universitário de Cultura e Arte - CUCA

Coordenadora: Jacy Queiroz

Autor: Adaptação de clássicos do cinema com dramaturgia de Denise Chaves

Direção: Denise Chaves

Cenário: Mário Amaral

Figurino: Wilma Bahia

Sonoplastia: O grupo

Iluminação: Denise Chaves

Origem: Feira de Santana (BA)

Indicação: livre

Dia: 06/09

Sinopse: Jovens amigos se encontram e imaginam se existe um lugar onde as fantasias são reais. A partir daí todas elas acontecem.

 

DIA 07 DE OUTUBRO

Espetáculo convidado: O ENCONTRO ENTRE MARIA QUITÉRIA E LUCAS DA FEIRA – MITO OU VERDADE

Responsável: Ponto de Cultura – Cultura Mais Circo

Coordenadora Pedagógica: Sandra Brito

Autor: Criação coletiva com dramaturgia de Geovane Mascarenhas e Elizete Destéffani

Direção: Geovane Mascarenhas

Cenário: O Grupo

Figurino: Wilma Bahia e Grupo

Trilha sonora: Geovane Mascarenhas e Zé das Congas

Sonoplastia: Fernando Pedro Maria

Iluminação: Geovane Mascarenhas

Origem: Feira de Santana (BA)

Indicação: livre

Sinopse: O texto é resultado do trabalho desenvolvido no primeiro semestre de 2011 pela turma 2 do Ponto de Cultura, tendo como objeto de pesquisa o folclore, seus mitos e tradições e o estudo de personagens históricos da Bahia. O espetáculo é de caráter circense e mostra a importância da fantasia, das crenças na cultura popular e ao mesmo tempo faz um paralelo entre Maria Quitéria, mulher heroína que lutou pela independência da Bahia e Lucas da Feira. Considerado um bandido por muitos como bandido, Lucas da Feira também lutou por uma causa; a libertação do povo  negro.

Espetáculo: EM BUSCA DO TESOURO

Responsável: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE LAURO DE FREITAS /PROJETO EDUCART

Coordenadores: Simone Requião e Tonny Ferreira

Autor: Adaptação do texto “A canção dos direitos da Criança de Elifas Andreato

Direção: Simone Requião e Tonny Ferreira

Cenário: Marconi Nogueira

Figurino: Criação coletiva

Sonoplastia e Iluminação: Simone Requião e Tonny Ferreira

Origem: Lauro de Freitas (BA)

Indicação: Livre

Sinopse: O espetáculo propõe divulgar e tornar a Declaração Universal dos Direitos da Criança uma realidade em nosso cotidiano, assim como aborda a importância da preservação do planeta para as futuras gerações. Alinhando a linguagem da interpretação teatral a coreografias e músicas, o espetáculo conta a história de um  jovem Aviador que procura por um tesouro, mas que aos poucos percebe que seu maior tesouro são os valores, lembranças e memórias de sua infância. 

Espetáculo: AS AVENTURAS DE ZIM E ZUTA NO PLANETA DO SORRISO

Responsável: Companhia Teatral Trevo Pernambuco - CAIC

Coordenador: Hoton Esteves 

Autor: Hoton Esteves baseado na obra de Roberto Villani

Direção: Hoton Esteves

Cenário e Figurino: Dihrôh Monteiro

Sonoplastia: Hoton Esteves

Iluminação: Shirleyde Silva

Origem: Cabo de Santo Agostinho (PE)

Indicação: Livre

Sinopse: Zim e Zuta são dois astronautas que buscam inusitadamente no universo um planeta desconhecido, chamado de Planeta Sorriso; um lugar cheio de aventuras e mistérios. Felicidade, autoconfiança e diversão são costumeiramente encontradas neste musical infantil inédito e sistemático, onde a imaginação é o fruto primordial para se descobrir toda a verdade.

Espetáculo: MARIA BORRALHEIRA

Responsável: Colégio Imperatriz Leopoldina

Coordenadora: Erika Bodstein

Autor: Sílvio Romero

Direção: Erika Bodstein e Valéria Marchi

Cenário: Valéria Marchi

Figurino: Valéria Marchi e Carolina Pereira

Trilha Sonora: Geovane Mascarenhas e Zé das Congas

Sonoplastia e Iluminação: Erika Bodstein

Origem: São Paulo(SP)

Indicação: 05 anos

Sinopse: A clássica história de “Cinderela” chega a nós com a versão brasileira, captada em Sergipe por Sílvio Romero, trazida ao palco pela 1ª vez por Vladmir Capella. “Maria Borralheira”, nossa adaptação para o clássico do teatro jovem no Brasil, é uma menina simples e órfã, que enfrenta a vida como pode sem o colo da mãe. Lutadora e sonhadora, faz a “beleza vencer para além de toda a perda”. Dona da “arte de sorrir, cada vez que o mundo diz não” traz encanto e magia para o palco para fazer de nosso dia-a-dia um eterno, grandioso e poderoso “sim”. Encham-se de sonhos, Marias de todo dia! 

  • MOSTRA MIRIM

Dia: 15 de outubro, das 14h às 18h no Teatro do C.C. Amélio Amorim

Ingresso: R$ 2 (Os valores arrecadados serão convertidos integralmente para compra de mudas de árvores da Mata Atlântica)

As mudas de árvore serão doadas ao Parque da Cidade e à Lagoa do Subaé

Duração de cada espetáculo: 20 minutos

Classificação: Livre

Espetáculo: PARTICIPAÇÃO ESPECIAL “AS LAVADEIRAS” 

Responsável: Centro de Apoio ao Adolescente do Parque Lagoa Subaé- Projeto Cultura, Comunidade e Cidadania

Coordenadora: Maria Eunice de Macedo

Origem: Feira de Santana (BA)

Indicação: Livre 

Falta sinopse

Espetáculo: “DONA CHIQUINHA MEXERIQUEIRA DE XIQUE-XIQUE” 

Responsável: Creche Escola Amor Materno

Coordenadora: Liacy Oliveira Fonseca

Autor: Adaptação do texto de Ruth Rocha com dramaturgia de Bárbara Borges Sant’Ana

Direção: Tânia Rodrigues

Cenário: Bárbara Borges e Tânia Rodrigues

Figurino: Bárbara Borges Sant’Ana

Sonoplastia: Tânia Rodrigues e Fabiana Carneiro

Iluminação: Tânia Rodrigues

Origem: Feira de Santana (BA)

Indicação: Livre

Sinopse: A peça conta a história de uma velhota novidadeira e boateira.  Tagarela, Dona Chiquinha dizia que era um túmulo. Seu marido Honório era um homem sério, caladão, compenetrado. E assim os dois viviam, brigando por causa dos mexericos de Dona Chiquinha. Vale a pena conferir essa história de humor e diversão. 

Espetáculo: A MISSÃO DE ALICE

Responsável: Escola Rubem Alves

Coordenadora: Juliana Monteiro Amorim Peixoto

Autor: Berenice Gehlen Adams e Marina Strachman

Direção, Cenário, Figurino, Sonoplastia, Iluminação: Juliana Monteiro Amorim Peixoto

Origem: Feira de Santana (BA)

Indicação: 05 anos

Sinopse: Quando sonho e realidade se misturam, Alice, acompanhada  pelos tri-gêmeos Respeito, Tolerância e Amor recebem a missão de ajudar o Sr. Ambiente. Juntos, o quarteto irá viver uma grande aventura.

ESPETÁCULO: A BRUXINHA LALÁ

RESPONSÁVEL: Escola Despertar

COORDENADOR(A): Inara Brandão

AUTOR: Geovane Mascarenhas

DIREÇÃO: Geovane Mascarenhas

CENÁRIO: Oseny Oliveira

FIGURINO: Vilma Bahia

SONOPLASTIA: Geovane Mascarenhas

ILUMINAÇÃO: Geovane Mascarenhas

ORIGEM: Feira de Santana

INDICAÇÃO: 05 anos

SINOPSE: Uma bruxinha é criada por bruxas-irmãs que tentam a todo custo fazer com que ela se torne uma bruxinha má e feia, como elas se orgulham de ser. Porém, a verdade é que Lalá é uma bruxa bela e de bom coração e que tem um segredo que nem mesmo ela sabe.

ESPETÁCULO: O REINO MÁGICO DOS MAGOS MAGICAMENTE MAGOS

RESPONSÁVEL: CUCA – Centro Universitário de Cultura e Arte

COORDENADOR(A): Jacy Queiroz

AUTOR: Coletivo

DIREÇÃO: Geovane Mascarenhas

CENÁRIO: Geovane Mascarenhas

FIGURINO: Vilma Bahia

SONOPLASTIA: Geovane Mascarenhas

ILUMINAÇÃO: Lion Guimarães

ORIGEM: Feira de Santana

INDICAÇÃO: 06 anos

SINOPSE: Em um reino mágico, quatro princesas são raptadas e levadas para a dimensão do planeta terra. Lá, são vigiadas por Marigildo Mago. Rei dos mágicos disfarces, o vilão foi quem as levou após roubar a pedra Elemental, que tira o mágico poder dos seres do reino e aumenta os seus poderes. Só as quatro princesas, juntas, podem recuperar a pedra e salvar esse reino do vilão.

ESPETÁCULO: O BOI XAMEGO BUMBA MEU BOI

RESPONSÁVEL: Escola de circo do Capão

COORDENADOR(A): Jean Paul Galinski

AUTOR: Maryanne Dutra Bastos

DIREÇÃO: Maryanne Dutra Bastos

CENÁRIO: Rabello

FIGURINO: Lisandra Janaina Souza

SONOPLASTIA: Ari Vinicius Pessoa da Costa

ILUMINAÇÃO: Jean Paul Galinski

ORIGEM: Palmeiras/Ba

INDICAÇÃO: a partir de 05 anos 

SINOPSE: O Bumba Meu Boi, manifestação cultural que ultrapassa os limites dos folguedos, constitui-se num teatro popular que tem o boi como protagonista. O texto, chamado de “brincadeira do boi”, tem como personagens; Catilina, grávida que tem o desejo de comer a língua de um boi; os vaqueiros Mateus e Bastião, marido e padrinho do bebê de Catilina, que tem como missão atender  o desejo da mesma; A noiva, filha do Coronel e o Coronel, que não se conforma com a morte do seu boi reprodutor e quer a todo custo ressuscitá-lo, convocando  a doutora, a rezadeira, o padre e o pajé.

Louise Pita - Assessoria de Comunicação
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo