Editora Galinha Pulando participa da Festa Literária Internacional de Cachoeira » Literatura » Cultura » Infocultural

Editora Galinha Pulando participa da Festa Literária Internacional de Cachoeira

Literatura - 28/09/2017

A Editora Galinha Pulando vai estar em Cachoeira-BA, durante a programação da Festa Literária Internacional de Cachoeira - FLICA, de 05 a 08 de outubro de 2017, com um estande de livros, das 8 às 22hs, exceto no domingo, cujo horário será das 8 às 12hs. A escritora Rita Pinheiro e o poeta Valdeck Almeida de Jesus estarão no estande.
Esta é uma iniciativa da Fundação Pedro Calmon e Diretoria de Livros e Leitura, órgãos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Editoras baianas vão expor suas produções no Convento, divulgando a literatura de vários autores.
Durante o evento a Galinha Pulando vai comercializar os seguintes títulos, dentre outros:
- Memorial do Inferno (Valdeck Almeida de Jesus) – livro que conta a história da Família Almeida, natural de Jequié-BA, que passou fome por mais de 25 anos e que conseguiu se estabelecer, contra todas as apostas;
- Gayroto de Programa: 5000 mil tons de sexo (Valdeck Almeida) – relato da vida nada romântica de um homossexual nascido na pequena Upabuçu, cidade da região de Lagedo do Tabocal, no Vale do Jequiriçá, emociona pela crueza e beleza da luta de um gay interiorano que tenta, a seu modo, ser aceito e conquistar um amor;
- O diferencial da favela: poesias e contos de quebrada - livro do Sarau da Onça, resultado do edital de literatura 2016 da Fundação Cultural do Estado da Bahia - Funceb e Secult-BA;
- Versos sob(re) mim - livro de Sandro Sussuarana;
- Os poemas que eu não gostaria de escrever e nem você de ler (Rita Pinheiro) – a professora Rita Pinheiro faz poemas que cortam, dilaceram, sangram. A obra é forte, dura, incisiva, luta contra todo tipo de injustiça, principalmente contra a violência contra a mulher. Emocionante e pleno de afetividade, este livro marca um lugar na história da poesia da Bahia.
- A Poesia Cria Asas (Grupo Recital Ágape) – formado por dez poetas e poetisas de Sussuarana, o livro encanta pela beleza estética, pela pujança dos textos, que trazem denúncias sociais, de violências institucionalizas, e aponta soluções, através do trabalho coletivo e da batalha contra o racismo;
- Ruta 66: Amores e Dolores de un Poeta (Valdeck Almeida, ilustrações de Danaia dos Santos) – publicado inicialmente em espanhol, traduzido pela venezuelana Gladys Mendía e revisado pelo colombiano Julio Bustos, “Ruta 66” relata uma viagem simbólica de um poeta através do tempo, seus amores e desamores. Nascido no Parlamento de Escritores da Colômbia, o livro tem conexões com o Caruru dos Sete Poetas, realizado por João Vanderley de Morais Filho e seu pensamento de levar a poesia aos sete cantos do mundo.
- Vinte poemas de amor e uma crônica desesperada (Valdeck Almeida, ilustrações de Zezé Olukemi) – com título já utilizado por Pablo Neruda e pelo baiano José Carlos Capinam, a obra do jornalista jequieense Valdeck Almeida simboliza um amor idealizado através de cartas entre Bahia e Minas Gerais, que nunca se concretizou, e que renasceu entre os dois estados outra vez, agora morando na mesma cidade do Salvador, revivido pela internet e por telefone, que ainda não se tornou real e, talvez, nunca venha a se tornar.
A Galinha Pulando é a mais nova editora da Bahia, que publica essencialmente livros de escritores da periferia, com recursos dos próprios autores ou através de crowdfounding. Sem financiamentos outros, a pequena empresa vai conquistando seu espaço e já teve sucessos como lançar os livros de poetas do Calabar, Sarau da Onça e Grupo Ágape no Salão do Livro e da Imprensa de Genebra (Suíça), por três anos consecutivos, através do Varal do Brasil; na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Parlamento Internacional de Escritores da Colômbia, bem como em festas literárias de Jequié, feiras do livro de Feira de Santana e outras paragens.

Poeta Baiano
© Todos os direitos reservados. 2014.
Email: infocultural@infocultural.com.br
Painel Administrativo