Uma para descontrair » Eduardo Kruschewsky - Poucas e Boas » Infocultural
Eduardo Kruschewsky

Uma para descontrair

29/06/2015

(Esta é verdadeira, eu presenciei!)Em Ilhéus, quem nunca ouviu falar em João Peruna? Político, eleito vereador pela Ponta do Ramo (bairro ilhéense bem populoso) era fiel escudeiro do ex-prefeito Henrique Cardoso, o Henriquinho. Um dia, na Praça Cayru, na hora em que os colégios noturnos haviam encerrado as aulas, a estudantada compareceu em massa ao comício do “xerife” Henriquinho. Aí, chegou a vez do Peruna falar. Ele começou, no seu típico linguajar: “-Minhas senhoras e meus senhores, quando me fala no nome de doutor “Anriquinho”, me “arrupeia” os cabelo!”. Um estudante gritou lá do fundo da multidão: “- Do c...!” – dizendo aquele nominho que, por motivos óbvios e de limpeza, omito... João não se fez de rogado: “- Da mãe, “seu” f.d.p!!”. Cortaram o microfone e foi uma confusão dos pecados, com Peruna querendo, possesso, descer do palanque para distribuir sopapos...

FÉRIAS: - Trinta e cinco mil pessoas de férias na Zona Franca. Aí, você pensa logo que revitalizaram a zona, com incentivos fiscais, que uma grande leva de turistas está aproveitando grandes promoções, etc. Mas que nada! No momento, isto sim, mais de 10 empresas do setor de duas rodas, informática e eletroeletrônicos, estão dando férias coletivas por causa das baixas vendas. Para não assustar, estão dizendo que a coisa é sazonal e que tudo se normalizará em breve (será?!). O problema é que coisas do tipo já vem acontecendo com indústrias, como a automobilística, no sul do país. Chiquinho de Babau, que se orgulha de dizer “posso perder o amigo mas não abro mão da piada”, disse que nem tudo está perdido: segundo ele, a coisa vai melhorar para os fabricantes de tamboretes, mesinhas, dominó e pinga. A turma, à falta do que fazer, vai promover torneios e torneios de dominó... Tirada mais infame eu nunca ví!

PRÊMIO INTERNACIONAL PARA A BAHIA: O prêmio, na área de prestação de serviços, recebido pelo Hospital do Subúrbio de Salvador vem provar que o caos da Saúde Pública não é falta de verba, mas de fiscalização, seriedade e (por que não dizer?) de vergonha. O hospital, uma parceria público-privada (Governo do Estado e Prodal Saúde S.A.) ficou em segundo lugar, o primeiro foi do México, entre 5.000 instituições mundiais, na categoria Melhoria da Prestação de Serviços Públicos no Fórum do Serviço Público das Nações Unidas. E por que isto? O programa de Parcerias Público-Privadas é vinculado à Secretaria da Fazenda da Bahia. E – é óbvio! – o que a Fazenda mais sabe fazer é cobrar. Vejam só! No convênio com a Prodal, um desempenho menor que o estabelecido implica numa redução de até 40% dos repasses à concessionária. E por que não fazem assim com todos os convênios públicos? Só assim acaba parte da mamata e, nos hospitais públicos, o povo não morre nos corredores...

SE ACM FOSSE VIVO... : Quem disse “quem puxa aos seus não degenera”, é, no mínimo, mentiroso. Torcedor declarado do Vitória, “Toninho Malvadeza” (“Ternura”, para alguns), se vivo, teria dado uma espinafrada no neto, prefeito ACM Neto. O jovem prefeito de Salvador foi ao Fazendão (sede do Bahia) entregar papéis de negociação imobiliária (Transcons) à direção do clube e, em seu discurso, pediu ao técnico Sérgio Soares a continuação do seu bom trabalho à frente do elenco. Depois, tietou Kieza, Maxi & Cia., e, todo feliz, se deu ao desfrute de, com camisa tricolor e tudo, tirar fotos com a galera tricolor, declarando-se tricolor roxo.

AS BOAZINHAS E CURTINHAS

1- Arautos do impeach