Exposição "Quatro" entra em cartaz no MAC » Sandro Penelú - Cultura e Lazer » Infocultural
Sandro Penelú

Exposição "Quatro" entra em cartaz no MAC

16/11/2016

Encontra-se à disposição, para visitação pública, no Museu de Arte Contemporânea, a exposição “Quatro”, reunindo obras dos artistas Edson Machado, George Lima, Juraci Dórea e Maristela Ribeiro. A mostra permanecerá em pauta até o dia 30 de dezembro de 2016.

 

Baile Surrealista homenageia o "bruxo das artes plásticas"

A segunda edição do Baile Surrealista é um tributo ao bruxo das artes plásticas Austin Osman Spare, um visionário que nasceu no final do século XIX, na Inglaterra e criou seu próprio sistema mágico-religioso influenciando diversos artistas e grupos esotéricos, reconhecido entre alguns deles como o "avô da Magia do Caos". 

O baile é a releitura de uma festa homônima que aconteceu na Europa, na década de 1970, envolvendo artistas e membros de sociedades secretas e pretende discutir as relações entre arte e esoterismo através da música, artes plásticas, dança, oficina, live tattoo e poesia. Nessa edição, também acontece o lançamento da antologia poética “Jardim do Kaos”, um opúsculo de bruxaria e lirismo, celebrando o legado de Spare. A ideia é reunir numa única noite diversas linguagens artísticas em obras que dialogam com disciplinas esotéricas, oferecendo ao público a oportunidade de conhecer segredos dos bastidores da existência nunca antes revelados em nossa cidade. O evento é gratuito e acontecerá neste sábado, dia 19, no Museu de Arte Contemporânea, a partir das 19 horas.

 

Espetáculo “A velha a fiar”, no Domingo tem Teatro

O Domingo Tem Teatro segue com o espetáculo “A velha a fiar”, do grupo de Teatro Griô, de Salvador, sempre às 10h30min, no Teatro Universitário do Cuca. O espetáculo tem como fio condutor histórias de tradição oral, tecidas em diferentes tempos e lugares. Personagens contam e cantam histórias através de danças, músicas, versos, literatura de cordel e cantigas populares. A direção é de Rafael Morais e Tânia soares. Ingressos no local.

*Com informações de Camila Dias (Assessoria)

 

Projeto "O Centro tem cultura" segue no MAP

Durante os sábados do mês de novembro, no Mercado de Arte Popular, acontece o projeto "O Centro tem cultura", com muita música de qualidade. O projeto é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico e o do Serviço Social do Comércio (SESC).

As apresentações contemplam Chorinho, Samba de Roda, Reggae, e Rock. O objetivo é levar entretenimento ao centro comercial de Feira de Santana. Nos anos anteriores, o evento era realizado no Centro de Abastecimento.

 

Inscrições abertas para Prêmio Nacional de Fotografia

Fotógrafos de todo o Brasil poderão se inscrever no Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger. As inscrições para a seleção e premiação de conjunto de trabalhos de três fotógrafos seguem até 8 de março de 2017. O Prêmio é realizado pela Coordenação de Artes Visuais/Dirart, da Fundação Cultural do Estado, com o objetivo de incentivar, divulgar e valorizar a produção fotográfica brasileira.

Serão premiados três fotógrafos nas categorias Trabalhos de fotografia de livre temática e técnica; trabalhos de inovação e experimentação na área de fotografia; trabalhos de fotografia documental, que receberão, cada um, o valor de R$ 30 mil. A Comissão de Seleção indicará ainda 12 fotógrafos que, juntamente com os três premiados, participarão de uma exposição coletiva e de um catálogo do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2016/2017. Os 15 selecionados receberão uma ajuda de custo de R$ 1 mil cada, para despesas com os trabalhos a serem expostos.

Poderão se inscrever pessoas físicas, maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados, assim como estrangeiros com situação de permanência devidamente legalizada e residência comprovada no Brasil de, pelo menos, dois anos completos até a data de início da inscrição. As inscrições podem ser feitas pelo link:

http://www.fundacaocultural.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=10469

Sandro Penelú